29 de out de 2012

6

Abandono

Posted in










Não se pode ter a vida
Sem a certeza de ter a morte
Não posso ter um amor
Se não laçada na própria sorte

Duplicidade de sentimentos
Amar a dois trazer a vida
Dúvidas eternos tormentos
Elevar a tristeza sentida

Não pode haver felicidade
Se for imposta a condição,
Será de espontânea vontade
A escolha traçada em vão

Um coração tão pequeno
Cabe dentro tanto amor,
Decido aqui ao sereno
Ter você mesmo que em dor

Eu posso ver o caminho
Deixei aquele que me amava,
Não sabia que sozinho
O restante eu caminhava

Habilidosos enganos sábios
Um detalhe teria então
Deleito-me em teus lábios
Mas não moro em seu coração...



6 comentários: