24 de dez de 2012

3

Nostalgia

Posted in


Se final feliz existisse
Gostaria de poder traçar o meu
Onde o verdadeiro amor consiste
Em ter de volta o que se perdeu

O motivo de tal desejo
É simples além do exposto
Já tive antes um cortejo
Amável de dar gosto

Extenuado por não ser comum
Em contraposto ao que eu queria
Não fazia a tipo nenhum
Nem eu mesmo o conhecia

Mas um dia houve um sorriso
Meu corpo gelou como inverno
 Para chegar então ao paraíso
Primeiro atravessaria o inferno

Posso chegar a te ter por meu
Mas em que isso acrescentaria?
Ser metade de um camafeu
Só entrar pra historia iria

Ao descrever amor em momentos
Tabelaria os que tem simpatia
Definir os sentimentos
Quem então o saberia?



3 comentários:

15 de dez de 2012

7

Perdidos

Posted in



Somos almas perdidas
Presas a velhas lembranças
Incapazes de curar as feridas
Incapazes de aceitar as mudanças
 
Estamos correndo em círculos
A procura do que não podemos encontrar
Meu corpo sofre por erros antigos                                   
Sofremos por não poder amar   

Lágrimas preenchem o vazio                                                       
Pois nunca sei quando irás voltar
Corremos sempre pelo mesmo caminho
Quando medos antigos vêm nos atormentar

Lutamos pela fragrante tepidez sonora
E de tão pródigo nosso amor se fez coitado
Batalhamos para viver o agora
Enquanto erguia um grito demasiado

No túmulo onde nosso amor jaz
Desejei os beijos que em lágrimas me jurastes
Mas com teu silêncio quebrastes minha tão sonhada paz
E em segredo com um olhar  me mortificastes

 Liberte os a quem odeia
Feche os olhos e sinta meus lábios tocarem os seus
Sinta meu corpo ardente
Sinta os olhos meus...



Uma boa música para acompanhar a leitura...



7 comentários:

13 de dez de 2012

4

Lábios Venenosos

Posted in




Uma jovem de pose
Tinha amor retido.
A inocência não pode
Corromper seu sentido

Caminhar fazia-lhe bem
Mesmo que em pequenos passos.
Neste caminho não contém
Ardilosos enganos falsos.

Protegia seu frágil coração.
O desconhecido também é perigoso,
Um desvario sem noção
Seria intenso, mas doloroso.

Numa noite encontrou uns lábios
Não mais pode esquecê-los,
Em seus raciocínios sábios
Somente um quebraria os selos.

O fôlego deu lugar as lembranças
A boca se molha sozinha
Em sonho vinha a cobrança
Em sua cama não se continha

Sua vida não foi mais igual
Euforia tomou conta do ser
O que teria de tão especial
O homem que a fez tremer?

Lembranças de olhares furtivos
Seus anseios estavam nervosos
Apesar de serem convidativos
Seus lábios também eram venenosos

Ouvindo a mentira existente
Seus olhos choravam de dor
Ele estava porém ausente
Enquanto doava todo meu amor.


4 comentários:

29 de nov de 2012

4

Insana

Posted in




Como posso livrar-me do passado?
Como posso viver num mundo
Onde o que sonhei está completamente arruinado?

Como curar as feridas que há muito
Deixaram marcas em meu coração?
Como posso sorrir
Quando vivo completamente na solidão?

Vejo flores mortas na janela
Vejo nublado o céu que pra muitos está ensolarado       
O canto dos pássaros ficou tão triste
 E nada faz sentido se você nao existe
Já desejei morrer, já desejei desaparecer
Hoje meu maior desejo é poder te esquecer

Enlouquecer não é mais opção
Para quem um dia se arriscou a amar
Fui tola ao acreditar que minha alma gêmea
Viria me resgatar
Fui guiada por ilusões e mentiras
Que os desvaneios da minha mente me levaram a acreditar

 Hoje estou perdida num mundo ensano
E nao quero me encontrar...






4 comentários:

20 de nov de 2012

4

Partida I

Posted in



Dominada pela euforia
Tinha planos que pretendia
Deixar, caso não se importaria;
Ser forte eu não saberia.

Ceder a desejos insanos
Fingir que não estava nos planos
Entregar-me a amores mundanos
Mesmo causando sérios danos

Viver com regras contadas
Desfrutar da temporária companhia
Distanciar da realidade montada
Ciente de que longe não iria...

4 comentários:

9 de nov de 2012

6

Prêmio Dardos

Posted in

O Palavras Jogadas ao Vento recebeu o Prêmio Dardos!!

O premio foi oferecido por:

Dulce Morais do  Crazy 40 Blog.



O premio Dardos foi criado pelo escritor espanhol Alberto Zambade em 2008.



 

Segundo seu criador, o premio Dardo destina-se a “reconhecer os valores demonstrados por cada blogueiro diariamente durante seu empenho na transmissão de valores culturais, éticos, literários, pessoais e etc., demonstrando, em suma, a sua criatividade por meio do seu pensamento vivo que permanece inato entre suas palavras”. As regras do premio estabelecem que os indicados poderão exibir no seu blog/site o selo do premio e deverão indicar outros blogs ou sites que preencham os requisitos acima para receberem o premio.
Agradecemos a Dulce pelo carinho ao escolher este cantinho para tal distinção. Nós nos sentimos lisonjeadas por receber este premio. Saiba que você é muito especial... Sempre que escrevemos algo pensamos se você irá gostar! Ter sua participação no nosso blog é uma grande honra!

Obrigada amiga por nos achar merecedoras de tal premio...
 

 
Apesar de ser tão difícil escolher, vamos mencionar os Blogs a quem o oferecemos:





Ao Blog   Literattus 

Ao Blog Corações de Neve 
Ao Blog Voar na Poesia
Ao Blog Essência♥  
Ao Blog Sibilinos 
Um beijos a todos!!!
  

6 comentários: